Festa de aniversário Tema Youtubers

E quando seu filho resolve fazer a festa de aniversário com um tema que ainda não existe? Passei por isso recentemente no aniversário do meu filho de 10 anos que quis uma festa com o tema Youtubers e conto aqui um pouquinho da minha saga para realizar esse sonho do pequeno.

Já contei por aqui que o sonho do meu filho mais velho é ser youtuber. Contei também como foi a decisão de criar o canal dele e administrar mais essa tarefa.

No início desse ano começamos a falar sobre sua festa de aniversário de 10 anos e ele me pediu que a festa fosse com o tema Youtubers e na hora disse que sim… mal sabia eu a encrenca que estava me metendo (rsrsrs).

Quando fui pesquisar nas empresas de decoração de mesas nenhuma tinha o tal tema e nem nada parecido. Respirei fundo e recorri ao sabe tudo Google e qual não foi a minha surpresa quando também não encontrei nadinha referente ao que ele queria.

Num primeiro momento entrei em pânico, mas depois comecei a achar aquilo um pouco desafiador e se tem coisa que eu gosto é de desafios. E toda mãe que se preze corre atrás dos sonhos dos filhos, parece que nascemos com esse poder.

Entrei em contato com minha amiga Adriana Boeira da Juntando Idéias (empresa de decoração de festa personalizada aqui de Campinas) e pedi uma ajuda para elaborar uma festa linda e cheia de novidades e idéias sobre o tema.

Tivemos diversas reuniões até chegar no produto final que além de lindo fez seu papel principal que foi o de emocionar meu filho Ian.

Quando ele chegou na festa ficou muito emocionado e feliz. Os amiguinhos piraram no tema…cada um que chegava parava em frente a mesa e ficava admirando aquele sonho.

Começamos pelos Youtubers que ele mais gostava e chegamos em 3 nomes importantes para ele que eram o RezendeEvil , o Inemafoo e a Bibi Tatto, todos com principal tema os vídeos de Minecraft (jogo em que as crianças dessa geração são fissuradas). Então resolvemos unir o canal do Ian a esses outros canais e o resultado disso ficou simplesmente espetacular.

O canal do Ian se chama It Total e é sobre variedades. No canal ele toca violão, joga diversos joguinhos, fala sobre surf, futebol e diversos outros assuntos. Então colocamos diversos itens na mesa que pudessem ilustrar esse mundo. Até um laptop com a capa do canal dele fazia parte da decoração.

O Ian sempre se preocupa muito com as roupas que vai vestir antes de gravar os vídeos e a mamãe aqui que gosta pouco de moda infantil (rsrsrs) acaba ajudando na escolha dos looks e também do sapato infantil.

Como esse tipo de coisa vale mais uma imagem do que mil palavras seguem abaixo as fotos da festa que foram lindamente captadas pela querida e talentosa fotógrafa Cacá Dominiquini:

Ele também fez um vídeo da festa que vocês podem assistir clicando aqui.

Espero que vocês tenham gostado da festa, do tema e que possam se inspirar para realizar os sonhos de seus filhos.

Como deixei meu filho ser Youtuber

Nós somos da geração em que a internet não fazia parte da nossa infância e muitas vezes nos pegamos estranhando toda essa nova tecnologia que aparece a cada dia.

Para os nossos filhos esse cenário é bem diferente, pois eles já nasceram com celulares e tablets na mão e tem um domínio e um conhecimento que, as vezes, até nos assusta.

O novo sonho dessa geração é ser Youtuber e é muito comum encontrar crianças e adolescentes querendo criar e administrar seu próprio canal no Youtube.

Ano passado Ian, com 9 anos, chegou em casa com essa vontade de criar seu canal e ser um Youtuber com popularidade e muitos seguidores.

Num primeiro momento me assustei e me questionei sobre a exposição que ele teria, sobre casos de violência e pedofilia na internet e sobre sua maturidade para lidar com isso em seus tenros 9 anos.

Então fui me informar e conhecer melhor esse mundo para lhe dar uma resposta e encontrei pelo caminho muitas informações, muitos desencontros e muuuuuuitos pais passando pela mesma dúvida que eu.

Então aqui vou contar um pouco da minha experiência, da minha decisão e de tudo o que descobri sobre esse novo mundo dos Youtubers:

1)      Supervisão e limites

Aqui em casa os dois (3 anos e 9 anos) tem tablet e o Ian também tem um celular. E estabelecemos como regra que esses aparelhos só poderiam ser utilizados durante o final de semana. Então são guardados aos domingos a noite e podem ser usados a partir da sexta-feira. Por enquanto tem dado certo.

A internet é um meio ágil e perigoso de propagação de informações positivas e negativas e a melhor forma de monitorar isso é não deixar que o conteúdo visualizado fique apenas a critério do seu filho. O Youtube pode e deve ser utilizado com regras e restrições para se tornar uma ferramenta positiva e de muito divertimento para essa nova geração.

Nesse momento é preciso ser flexível para entender as novas possibilidades que o mundo moderno nos traz e pensar que nossos filhos vivem em um mundo muito diferente daquele em que fomos criados. Comparações devem ser evitadas, pois o ideal e ter a percepção que temos muito a aprender com eles.

2)      O que é o Youtube

O Youtube é um site de compartilhamento de vídeos. Nele os usuários carregam vídeos próprios de forma simples e os mesmos podem ser visualizados por milhões de pessoas em todo mundo.

O termo vindo do inglês You (você) e tube (tubo “da televisão”) significa mais ou menos “você transmite” ou “canal feito por você”.

A idéia é de uma televisão onde você cria seu próprio canal e compartilha vídeos de diversos temas para qualquer pessoa que queira assistir. Essa pessoa, por sua vez, pode curtir (dar um like), descurtir e até comentar esses vídeos. Além disso também pode compartilhar em qualquer rede social ou por email ou whatsapp.

Para se ter idéia da dimensão disso é só saber que o Youtube hospeda uma grande quantidade de videoclipes, documentários, filmes, vídeos caseiros e transmissões ao vivo. E a possibilidade de um desconhecido ser tornar celebridade é gigantesca.

O site foi criado em 2005 nos EUA e em pouco tempo já era um enorme sucesso. Já em 2006 foi comprado pelo Google pela bagatela de 1.65 bilhões de dólares…

3)      O que é ser um youtuber?

Quando um usuário do Youtube cria seu próprio canal e publica seu primeiro vídeo já é considerado um Youtuber.

A partir desse momento ele já pode ter seguidores e se relacionar com eles.

Mas como em toda área, já não é tão fácil assim crescer tão rápido. Para se ter idéia hoje o Youtube já conta com mais de 1 bilhão de usuários e lançou versões locais em mais de 88 países em até 76 idiomas diferentes.

A criança precisa entender que a partir do momento em que publica algo as pessoas podem gostar ou não. Então aprender a receber críticas é um dos aprendizados que o Youtube propõe.

4)      É possível ganhar dinheiro sendo um Youtuber?

Sim…é totalmente possível ganhar dinheiro com o Youtube. Esse dinheiro vem de empresas ou marcas que entram em contato com o Youtuber para que o mesmo fale sobre as marcas e produtos em seu canal.

É importante ressaltar que isso acontece para aqueles canais com milhares de seguidores que criam algo único, diferente ou inédito.

Então você resolveu que vai deixar seu filho ter um canal com sua supervisão, mas nem sabe como começar? Vou deixar aqui um passo a passo de como dar início a essa jornada:

– Como criar o canal?

Você deve usar uma conta do Google (Gmail) já existente ou criar uma conta nova. Esse procedimento é gratuito.

Depois é só acessar o Youtube (pode ser por tablet, celular ou computador) e se logar com seu e-mail e senha.

Pronto você criou um canal!

No caso do Ian eu criei um e-mail novo para ele a partir do seu celular e depois criei um canal para ele no Youtube. Ele quis colocar o nome de IT Total. Após esse passo cliquei em Configurações e Adicionei o meu e-mail como Administrador do Canal. Assim consigo monitorar tudo o que acontece no canal do meu próprio celular.

– Como personalizar o canal?

É de suma importância que o canal seja “arrumado” colocando uma foto no perfil, uma foto na capa, uma descrição sobre a página e um nome bacana, pois isso ajuda, e muito, no crescimento do canal.

– Enviando vídeos

O youtube gosta de canais que tenham uma boa frequência de envios. O canal não pode ser criado e ficar lá abandonado e sem vídeos. Para começar o ideal seria 1 vídeo por semana.

Os vídeos podem ser caseiros, mas existem vários APP’s gratuitos que te ajudam a deixá-lo mais bonitinho, com música e muitas outras funcionalidades.

Eu instrui o Ian a nunca gravar vídeos com o uniforme da escola, nunca dizer onde mora ou falar sobre locais e horários que ele estará.

Ele grava os vídeos, mas quem sobe para o Youtube sou eu. Como sou mãe, empresária, dona de casa, motorista e “Bombril” combinei com ele de fazermos isso juntos todas as quartas-feiras a noite.

Depois de subir um vídeo deixe seu filho bem preparado para receber elogios e também críticas. Ensine-o que existem muitos haters (pessoas maldosas que só entram nos vídeos para criticar ou falar mal) no Youtube. Os comentários são facilmente apagados ou podem ser curtidos e respondidos.

Por enquanto ainda sou eu que o ajudo a responder todos os comentários, assim ele vai aprendendo a lidar com os internautas e entender quando uma crítica pode ser construtiva. 

Essas são dicas para se começar um canal no Youtube…regras simples e gratuitas que vão te ajudar a tomar essa decisão. Para começar a ganhar dinheiro você deve ir com calma fazendo o trabalho direitinho, caso o Canal cresça e seja interessante o Google entrará em contato com vocês.

Lembre-se que você precisa estar disposta a ajudar seu filho, pois demanda tempo e organização e a dica final é que administrar o canal pelo computador é bem mais fácil que pelo celular.

Gostou do texto? Seu filho já tocou nesse assunto com você?

Pra quem quiser saber um pouco mais sobre a pré-adolescência também tem texto aqui no blog.

Deixe um comentário e compartilhe com os amigos.

Bjs e até o próximo papo!

Sou Marília Tannuri Verni.

Mãe de 2 meninos,

publicitária, idealizadora do portal Grávida em Campinas

e proprietária da loja Petit Papillon Bebê & Criança.

Uma apaixonada pelo universo infantil e por todas as chances que a maternidade nos proporciona.

Sobre

Mãe de 2 meninos, publicitária, idealizadora do portal Grávida em Campinas e proprietária da loja Petit Papillon Bebê & Criança. Uma apaixonada pelo universo infantil e por todas as chances que a maternidade nos proporciona.

Artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

siga nosso @ instagram